Destaque no cenário nacional e internacional

Desde o início do século 20, há cerca de 100 anos atrás a fazenda Água Milagrosa já se preocupava com a preservação de essências florestais nativas, Dr. Arthur Ortenblad, ao derrubar matas para o plantio de café, teve o cuidado de manter extensas áreas de mata nativa intocadas, que assim permanecem até hoje. Dr. Alberto, o filho que o sucedeu na Fazenda Água Milagrosa, herdou esta mesma paixão pela flora e pela fauna. Mas se no início do século a preocupação era de não destruir totalmente a mata nativa, na década de 50, pessoas que tinham o dom de enxergar o futuro já se preocupavam com a extinção de essências florestais nativas, como aroeira, jatobá, jequitibá, combarú, canafistula, ipês, jacarandá paulista, peroba, guapuruvú, angico e outras variedades. Há 50 anos atrás, Dr. Alberto Ortenblad formou, exclusivamente com recursos próprios, mais de 150 hectares de reflorestamento que se somam a mais de 300 hectares de matas nativas, apenas com essências nativas brasileiras, muitas já em vias de extinção.

É comum fornecermos gratuitamente sementes destas e de outras variedades a órgãos governamentais, prefeituras, universidades e particulares. Este esforço solitário valeu-lhe a medalha “Mérito José Bonifácio – o Patriarca”, por destacados serviços prestados à conservação do patrimônio florestal brasileiro, concedida e entregue pessoalmente pelo Presidente da República, em 28/02/67. Dentro da tradição familiar de que é possível e necessário haver harmonia entre uma agropecuária moderna e produtiva e a conservação do meio ambiente, a Fazenda Água Milagrosa desenvolveu e continua a desenvolver convênios de pesquisa aplicada com universidades, entidades de pesquisa e órgãos governamentais, cujos resultados são divulgados sem nenhuma restrição ou reserva de domínio, mesmo quando têm valor comercial.

Estas atividades já valeram à Água Milagrosa inúmeras medalhas, comendas e prêmios, como também três matérias no “Globo Rural” da Rede Globo, duas na rede Bandeirantes e dezenas de reportagens em jornais e revistas, inclusive do exterior. Diversas teses mestrado e doutorado já foram realizadas utilizando banco de dados da Água Milagrosa, que também mantém ativo programa de estágios em agronomia, engenharia florestal, zootecnia e veterinária com um seleto grupo de faculdades, programa de estágios este que é planejado com antecedência de até dois anos. Existe também severo controle de uso de defensivos agrícolas, e não apenas por razões ambientais, mas também econômicas.

A preservação do solo e dos mananciais é, pelos mesmos motivos, preocupação constante. Em virtude das atividades à que se dedica, a Fazenda Água Milagrosa é muito visitada por técnicos, universitários, profissionais liberais, crianças e fazendeiros, inclusive do exterior, que vêm aqui inclusive em busca de atualização técnica. Nosso Livro de Visitas, iniciado em 1.985, aponta uma média de quase 300 visitantes por ano.

Galeria de fotos